Sobre mim

Minha foto
Jovens Adoradores
Caucaia, Ceará, Brazil
Somos jovens adoradores e colocamos Deus em primeiro lugar em nossas vidas, seguindo Seu caminho conforme Sua vontade em nós!!!
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Translate

Visualizações

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Perdas: Deus, um pai malvado?

"Qui triste isso, não é?"

Você concerteza já deve ter ouvido essa frase. Eu a ouvi pela primeira vez na TV, em um desses quadros que trazem os vídeos mais acessados da internet. Ela ficou nacionalmente conhecida após ser dita por um menininho muito fofo. O vídeo relata muito bem a dor do pequeno Nicolas ao se despedi da chupeta, a qual ele carinhosamente chama de pepê. Se você ainda não viu, confira:


Vou confessar que fui às lágrimas ao assistir esse vídeo. Calma! Não sou tão sentimental assim. Rs.
Deus me fez enxergar uma comparação do pai com Deus e da criança conosco.
Muitas vezes sofremos situações de perda e ficamos como aquele menino, tristes e confusos. Não entendemos o porquê de o nosso pai bonzinho, Deus, ter deixado que aquilo acontecesse e não está fazendo nada a respeito.
Quem não teve pena da carinha fofa do Nicolas implorando pro pepê voltar? Que pai malvado, não é mesmo? Essa é a nossa primeira impressão quanto ao pai do vídeo: ele escondeu a chupeta e está fazendo o menino sofrer! Alguém denuncia pro Juizado da criança!
Ora, sabemos que a chupeta é muito útil pra acalmar e distrair os bebês de colo. Mas chega uma certa idade que ela perde a utilidade e passa a fazer mal ao nascimento dos dentes; justamente na idade do Nicolas. E é aí que mudamos de opinião sobre o pai dele. Ele sabe que o filho já está pronto pra passar dessa fase de sua vida, pois está bem grandinho e sabe que o pepê só vai lhe fazer mal daqui pra frente.
Como já disse, Deus é como esse pai. Não, Ele não inventa mentiras como o mundo das fadas! Rs. (Sabemos que não devemos criar nossos filhos com mentiras, existem outras formas. Meu pai, por exemplo, quando foi pra tirar minha chupeta, a pendurava no armador e só me dava quando chegava do trabalho. Bem menos traumático, eu aprovo! hehe). Então vamos relevar o mau exemplo e olhar só para o bom exemplo do pai dessa criança.

O menino não consegue entender a situação de perda, mas o seu pai sabe o que está fazendo, pois ver além do que o filho consegue ver. Isso também acontece conosco, quando perdemos algo ou alguém, seja um emprego, um familiar, um relacionamento, etc. Deus permite que passemos por situações assim, em que saímos bruscamente da nossa área de conforto. E a nossa primeira reação é querer questionar a Deus, já que não entendemos o porquê. Mas não devemos nos esquecer nunca de que o nosso pai celestial sabe de tudo, e de que somos limitados como uma criança.

Muitas podem ser as razões da perda: ou porque aquilo nos faria mal, ou porque precisamos crescer, ou porque o que perdemos já cumpriu sua missão em nossas vidas. Enfim, não são os motivos que interessam; as vezes só vamos entendê-los mais à frente, quando olharmos para trás, outras vezes nunca entenderemos. Só o que interessa realmente é como devemos agir diante dessas situações. E o vídeo também mostra isso. A reação do Nicolas foi de ir se lamentar com o seu pai e ele foi consolado com isso. Seu pai carinhosamente lhe diz: "Eu fico do seu lado, daí eu te ajudo a você passar por essa fase. Amo você, filho!". No meio de toda aquela situação, mesmo sem entender, o pequeno responde: "Te amo, papai!". Que linda lição aprendemos com essa criança!

Vemos histórias de reações parecidas na bíblia. Rute e Noemi são um ótimo exemplo a ser seguido. Depois de ter perdido o esposo e o cunhado, quando já não tinha um sogro, Rute se vê desamparada juntamente com sua sogra e sua concunhada. Noemi então decidi voltar para sua terra e liberar as duas noras para que elas voltassem a casa de seus pais e tivessem a oportunidade de se casarem novamente. Mesmo após ter ouvido sua sogra dizer que o Senhor havia descarregado sobre ela a Sua mão (Rt 1: 13), Rute se recusa a abandoná-la, e diz "o teu Deus é o meu Deus"(Rt 1: 16). Ela buscou abrigo justamente sob as asas do Deus que lhe permitio tanta angústia (Rt 2: 12). Foi forte, se levantou e foi trabalhar, ficando conhecida na cidade como mulher virtuosa (Rt 3: 11). Deus a recompensou lhe mandando um resgatador, que se casou com ela e lhe deu um filho. Ela se tornou bisavó do rei Davi! E o que dizer de Noemi? Perdeu o marido e os filhos, também não se revoltou contra Deus e Ele lhe deu uma nora que lhe foi melhor do que sete filhos (Rt 4:15).
Confie no Pai, querido! Mesmo quando nada parece fazer sentido, deixe ele guiar você!


Deborah Nascimento

0 comentários: