Sobre mim

Minha foto
Jovens Adoradores
Caucaia, Ceará, Brazil
Somos jovens adoradores e colocamos Deus em primeiro lugar em nossas vidas, seguindo Seu caminho conforme Sua vontade em nós!!!
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Translate

Visualizações

domingo, 13 de maio de 2012

Entrevista do dia as mães: ir. Solange


Quem era a irmã Solange antes de se tornar mãe de 3 filhos? A irmã acredita que, de alguma forma, a maternidade transforma uma pessoa?

R_ Transforma. Antes da maternidade, eu era uma pessoa feliz, né! Feliz com meu casamento, com meu esposo. Depois que eu tive os três meninos, a primeira filha, passou a ser melhor ainda. Ser mãe é maravilhoso. Principalmente quando você tá com o filho no colo, que você amamenta pela primeira vez. Aí aquele amor fica radiante.

O que uma mãe não faria por um filho?

R_ Jesus! O que uma mãe não faria por um filho... (Silêncio). É difícil essa pergunta, por que agente, a mãe, faz de tudo. Mas, como tem que responder, eu não daria a minha vida por nada, só para Deus.

·         Qual o maior desafio em cuidar de 3 filhos?

R_ É difícil você cuidar de três filhos sozinha, assim, no dia-a-dia, né, porque o esposo trabalha, passa o dia no trabalho e você não tem uma pessoa pra lhe ajudar. Chegava aquele momento,  é um desafio muito grande. Então eu passei vários desafios dessa maneira: de ficar sozinha pra cuidar deles.

·         Como uma mãe lida com a personalidade de cada um dos filhos? Existe aquela questão de o amor ser diferenciado?

R_ Não, o amor ser diferenciado, jamais! Algumas pessoa dizem assim: eu gosto mais de fulaninho. Não, no meu caso não, eu amo os três iguais.

·         Descreva cada um dos seus filhos em uma palavra.

R_ Erilange: Um amor muito grande. Até porque é primogênita, né!
Júnior: Amo demais! É um menino, assim, muito compreensivo. Ele, na hora necessária, chamo por ele e ele ta ali junto comigo.
Eriémerson: Também quero muito bem meu filho, porque é como um palhaço, eu e ele. (Gargalhada) É como um palhaço. Pense num palhaço, eu e o Mersinho!
Assim, meus filhos são maravilhosos, eu não tenho o que dizer de nenhum. Criei todos na igreja do Senhor, continuam. E até hoje o que eu disser e o pai disser, ta dito! Então, eu amo meus filhos!

·         Qual é a maior alegria que um filho pode dar para uma mãe?

R_ A maior alegria de um filho dar pra mãe é quando ele é obediente, quando ele é um filho carinhoso. Isso é uma alegria muito grande pros pais.

·         Com a sua experiência, que conselho a irmã daria para quem pensa em ser mãe?

R_ E conselho que eu daria para uma pessoa se tornar mãe é que é muito bom. É difícil, mas é muito bom, muito maravilhoso quando você se torna mãe. Quando é aquela mãe dedicada aos filhos e que ensina eles a andar nos caminhos do Senhor.

·         Como mãe, que mensagem a irmã deixaria para as mães nesse dia tão especial?

R_ A mensagem que eu deixo pras mamães é que tenham mais amor, que tenham mais dedicação com a família. Que chegue junto dos filhos, olhe para onde os filhos vão, com quem estão, o que estão fazendo. Isso é muito importante pra agente, nós mães.

Mensagem do Dia das Mães


COISAS DE MÃE
 
Se os filhos estão bem alimentados,
É ela que se sente satisfeita.
 Se estão risonhos e felizes,
É ela que se pega sorrindo também.
Se estão de roupinha nova,
É ela que se sente bonita.

Se eles vão bem na escola,
Parece que o aproveitamento escolar é dela.

Se arranjam novos amigos,
É ela que se sente popular e querida.

Se viajam para novos lugares,
 É ela que curte o passeio, mesmo ficando em casa.

A cada meta que atingem ou troféu que ganham,
É ela que curte a sensação de vitória.

Passa a gostar de rock,
Mesmo que antes não pudesse nem ouvir.

Passa a olhar com simpatia,
Os ídolos e os amores de seus filhos.

 Passa a adorar cachorros,
Mesmo que antes só gostasse de gatos.

Desnecessário dizer o que ela sente,
Quando alguma coisa dá errado, 
porque, por tabela, Ela sentirá em dose tripla,
Cada tombo, Cada perda, Cada rejeição, Cada fracasso, Cada desapontamento.
Tudo isto são...coisas de mãe !

(autor desconhecido)